Nossos
Serviços
 

PROGRAMAS
PCMSO, ASO, PPRA, PCMAT, MAPA DE RISCO, LTCAT. LAUDOS, CIPA, SIPAT, PPP e EXAMES COMPLEMENTARES.


CURSOS e PALETRAS

1º Socorros, Espaço Confinado, Direção defensiva, Prevenção de Acidentes, Brigada de Incêndio, Instalações Elétricas, Kit Resgate, Utilização e Higeinização de EPI’s ( Equipamento de Proteção Individual) e Cursos para os componentes da CIPA e outros.
(Todos os cursos com certificado na conclusão)

MEDICINA E SEGURANÇA DO TRABALHO

A Medicina e Segurança do Trabalho se definem a relação com a saúde dos colaboradores e seu trabalho, visando não somente a prevenção das doenças e dos acidentes do trabalho, mas a promoção da saúde e da qualidade de vida, através de ações articuladas capazes de assegurar a saúde individual, nas dimensões física e mental, e de propiciar uma saudável inter-relação das pessoas e destas com seu ambiente social, particularmente, no trabalho.

PCMSO

*  NR7: Elaboração do Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional Estabelece a obrigatoriedade de elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO, com o objetivo de promoção e preservação da saúde do conjunto dos seus trabalhadores. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, são os artigos 168 e 169 da CLT.

*  Com a NR7, fica como obrigatória a emissão do ASO ( Atestado de Saúde Ocupacional ), com risco ocupacional existente e solicitação de exames complementares.

ASO
ADMISSIONAL – DEMISSIONAL – PERIÓDICO – RETORNO AO TRABALHO – MUDANÇA DE FUNÇÃO


Exame Médico Admissional

Tem como objetivo a adequação da saúde física e mental do trabalhador às exigências do cargo, das funções, das atividades laborativas e do ambiente de trabalho, em cumprimento à legislação vigente.

*  A avaliação clínica será obrigatória para todos os trabalhadores candidatos a emprego.

Exame Médico Periódico

Tem como objetivo avaliar o trabalhador anual ou semestral de forma a elevar o seu nível de saúde e detectar, em fase precoce, possíveis alterações relacionadas ou não com a atividade laborativa e com o ambiente de trabalho.

Exame Médico de Retorno ao Trabalho

Tem como objetivo verificar a adequação da saúde do empregado quanto à aptidão para o retorno ao trabalho após período igual ou superior a 30 dias de afastamento, por motivo de doença ou acidente, de natureza ocupacional ou não, ou ainda por parto.

Exame Médico de Mudança de Função

Tem como objetivo verificar a adequação da saúde do empregado à futura atividade laborativa e ao ambiente de trabalho, conforme a legislação vigente.
NOTA - Este exame também pode ser aplicado para os seguintes casos: reclassificação em novo cargo, mudança de unidade operacional e readaptação profissional.

Exame Médico Demissional

Tem como objetivo avaliar a saúde do trabalhador por ocasião da rescisão de seu contrato de trabalho, de acordo com a legislação vigente.

PPRA

NR9: Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Visa à preservação da saúde e/ a integridade física dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüente controle da ocorrência de riscos ambientais presentes ou que venham a manifestar-se no ambiente de trabalho, cumprindo determinações da NR-09 da Portaria 3.214 de 08/06/78, em consonância com a Portaria SSST nº 25 de 29-12-1994 do Ministério do Trabalho e Emprego que estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados.

Com o Objetivo de:
Controlar os riscos ambientais existentes no local de trabalho com adoção de medidas e ações efetivas;
Monitorar a exposição dos trabalhadores aos riscos existentes no local de trabalho;
Preservar o meio ambiente e os recursos naturais;
Preservar a saúde e a integridade física dos trabalhadores;
Prevenir os riscos ocupacionais capazes de provocar doenças profissionais;
Controlar os riscos ambientais capazes de causar danos à saúde do trabalhador;
Assegurar aos trabalhadores padrões adequados de saúde e bem-estar no ambiente de trabalho;

PCMAT

NR 18: Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho

O PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção) é um plano que estabelece condições e diretrizes de Segurança do Trabalho para obras e atividades relativas à construção civil. Com objetivo de garantir, por ações preventivas, a integridade física e a saúde do trabalhador da construção, funcionários terceirizados, fornecedores, contratantes, visitantes, etc. Enfim, as pessoas que atuam direta ou indiretamente na realização de uma obra ou serviço e estabelecer um sistema de gestão em Segurança do Trabalho nos serviços relacionados à construção, através da definição de atribuições e responsabilidades à equipe que irá administrar a obra.

LTCAT

O Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho (LTCAT) é declaração pericial emitida por Engenheiro de Segurança ou por Médico do Trabalho habilitado pelo respectivo órgão de registro profissional, que é parte integrante do Programa de Gerenciamento de Riscos Ocupacionais, demonstra o reconhecimento dos agentes nocivos de discrimina a natureza, a intensidade e a concentração que possuem, nos termos do item 9.3.3 da NR 9, do TEM, e definido na Instrução Normativa INSS/DC n.º 84/2002 de 17 de Dezembro de 2002.

NR17 Ergonomia
Visa estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às condições psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, são os artigos 198 e 199 da CLT.

NR24 Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho
Disciplina os preceitos de higiene e de conforto a serem observados nos locais de trabalho, especialmente no que se refere a: banheiros, vestiários, refeitórios, cozinhas, alojamentos e água.

LAUDOS TÉCNICOS

INSALUBRIDADE

O Laudo de Insalubridade é o documento técnico-legal que estabelece se os empregados da empresa têm ou não direito ao recebimento do adicional de insalubridade (10%, 20% ou 40% do salário-mínimo), em virtude da exposição a agentes físicos, químicos e/ou biológicos, considerando os limites de tolerâncias estabelecidos pelas legislações e as proteções fornecidas pela empresa.
Fundamento Legal: NR-15.

PERICULOSIDADE

O Laudo de Periculosidade é o documento técnico-legal que estabelece se os empregados da empresa têm ou não direito ao recebimento do adicional de periculosidade (30% do salário-base do emprego), em virtude da exposição a explosivos, inflamáveis, eletricidade e radiação ionizante, considerando as legislações específicas e as proteções fornecidas pela empresa.
Fundamento Legal: NR-14

ERGONOMIA

Riscos ergonômicos são os fatores que podem afetar a integridade física ou mental do trabalhador, proporcionando-lhe desconforto ou doença. Estes ricos podem ser por esforços físicos, levantamento de peso, postura inadequada, situação de estresse, etc. Os riscos ergonômicos podem gerar distúrbios psicológicos e fisiológicos e provocar sérios danos à saúde do trabalhador porque produzem alterações no organismo e estado emocional, comprometendo sua produtividade, saúde e segurança, tais como: cansaço físico, dores musculares, hipertensão arterial, alteração do sono, diabetes, doenças nervosas, taquicardia, doenças do aparelho digestivo (gastrite e úlcera), tensão, ansiedade, problemas de coluna, etc. Para evitar que estes riscos comprometam as atividades e a saúde do trabalhador, é necessário a avaliação e adaptação das condições de trabalho as características psicofisiológicas dos trabalhadores.
Fundamento Legal: NR-17

ELETRICIDADE

O Laudo das Instalações Elétricas é parte do Relatório Técnico das inspeções, realizada nas instalações elétricas da empresa com a finalidade de verificar a conformidade com as Normas Técnicas Brasileiras NBR-5410 (instalações elétricas em baixa tensão), NBR 14039 (Instalações Elétricas em média tensão), NBR 5418 (Instalações em áreas classificadas) e a NR10 .

O Laudo se atém aos aspectos técnicos das instalações elétricas : ensaios, medições e inspeção nos quadros e circuitos elétricos, projetos, dimensionamentos, etc, estabelecendo a obrigatoriedade das empresas se municiarem de um Laudo Técnico que ateste a conformidade das suas instalações elétricas com as normas de segurança.
Fundamento Legal: NR-10

PPP

Perfil Profissiográfico Previdenciário:

Documento histórico-laboral do trabalhador, apresentado em formulário instituído pelo INSS, contendo informações detalhadas sobre as atividades do trabalhador, exposição a agentes nocivos à saúde, resultados de exames médicos e outras informações de caráter administrativo. PPP que tem objetivo o resumo de todas as informações relativas à fiscalização do gerenciamento de riscos e existência de agentes nocivos no ambiente de trabalho, além de ser o documento que orienta o processo de reconhecimento de aposentadoria especial e auxílio doença.

CIPA

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é um instrumento que os trabalhadores dispõem para tratar da prevenção de acidentes do trabalho, das condições do ambiente do trabalho e de todos os aspectos que afetam sua saúde e segurança. A CIPA é regulamentada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) nos artigos 162 a 165 e pela Norma Regulamentadora 5 (NR-5), contida na portaria 3.214 de 08.06.78 baixada pelo Ministério do Trabalho. Este instrumento de prevenção dos trabalhadores tem como objetivo preservar a integridade do trabalhador.

Sua Formação e Atribuições

Organização:
A organização da CIPA é obrigatória nos locais de trabalho seja qual for sua característica - comercial, industrial, bancária, com ou sem fins lucrativos, filantrópica ou educativa e empresas públicas - desde que tenham o mínimo legal de empregados regidos pela CLT.

A estrutura da CIPA é composta pelos seguintes cargos: Presidente (indicado pelo empregador); Vice-presidente (nomeado pelos representantes dos empregados, entre os seus titulares); Secretário e suplente (escolhidos de comum acordo pelos representantes do empregador e dos empregados). Cabe ao Ministério do Trabalho, através das Delegacias Regionais do Trabalho (DRTS) fiscalizar a organização das CIPAS. A empresa que não cumprir a lei será autuada por infração ao disposto no artigo 163 da CLT, sujeitando-se à multa prevista no artigo 201 desta mesma legislação.

SIPAT

Semana Interna de Prevenção de Acidentes - SIPAT
A Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho tem como objetivo integrar e conscientizar os trabalhadores sobre a importância de conservar e proteger a saúde e a integridade física dos mesmos. As empresas devem anualmente, de acordo com a NR 5 da portaria 3214/78, promoverem a SIPAT, desenvolvendo palestras, tendo temas voltados para segurança e saúde do trabalhador. Durante os eventos poderá haver concursos e gincanas com sorteios de brindes para que haja uma maior participação e interesse dos funcionários da empresa.

Com variados temas, com debates e bate-papos relacionados à SIPAT:

Atos Inseguros
Condições Inseguras no ambiente de trabalho
Princípios de Combate a Incêndio
O que é Mapa de Riscos?
AIDS
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Noções Básicas de Primeiros Socorros
O que você deve saber sobre Toxicologia?
Princípios Básicos de Segurança
Ergonomia no ambiente de trabalho
Stress
Alcoolismo
Tabagismo
Drogas
Prevenção de Acidentes

MAPAS DE RISCO

O MAPA DE RISCO é uma representação gráfica de um conjunto de fatores presentes nos locais de trabalho (sobre planta baixa da Empresa, podendo ser completo ou setorial), capazes de acarretar prejuízos à saúde dos trabalhadores: acidentes e doenças do trabalho. Tais tem origem nos diversos elementos do processo de trabalho (materiais, equipamentos, instalações, suprimentos e espaços de trabalho) e a forma de organização do trabalho (arranjo físico, ritmo de trabalho, jornada de trabalho, turnos de trabalho, treinamento, etc.) A norma considera como riscos ambientais os agentes físicos, químicos e biológicos , além de riscos ergonômicos e riscos de acidentes, existentes nos locais de trabalho e que venham a causar danos à saúde dos colaboradores. A maior dificuldade das empresas no mapeamento dos riscos ambientais, está na falta de capacidade, informação e subsídios técnicos para identificar, avaliar e controlar os riscos existentes dentro de seus processo produtivos.
Os MAPAS DE RISCO, devem ser refeitos a cada gestão da CIPA. Gerando Benefícios para a Empresa e o Colaborador:

Empresa
Facilita a administração da prevenção de acidentes e de doenças do trabalho;
Ganho da qualidade e produtividade;
Aumento de lucros diretamente;
Informa os riscos ao qual o trabalhador está exposto, cumprindo assim dispositivos legais.

Colaborador
Propicia o conhecimento dos riscos que podem estar sujeitos os colaboradores;
Fornece dados importantes relativos a sua saúde;
Conscientiza quanto ao uso dos EPI´s.